AMOSTRA DE ALGUNS DE MAIS DE UMA CENTENA DE INTERLOCUTORES DA ONG APASE EM BUSCA DA CONSCIENTIZAÇÃO DA ALIENAÇÃO PARENTAL E GUARDACOMPARTILHADA JÁ ! ! !

Fotos com o Presidente da ONG APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Analdino Rodrigues Paulino, pela ordem: 1 e 2 - Ministra Nancy Andrighi do STJ - Superior Tribunal de Justiça, 3 - Desembargador Caetano Lagrasta do TJSP, 4 - Ex- Desembargadora Maria Berenice Dias do TJRS,            5 - Desembargador Dilermando Mota Pereira do TJRN, 6 - Rodrigo da Cunha Pereira Presidente do IBDFAM - Instituto Brasileiro do Direito de Família,  7 - Nelson Sussumu Shikicima Presidente da Comissão de Direito de Família e Sucessões da OAB-SP, 8 – Senador Paulo Paim Relator da Lei da Alienação Parental no Senado.

 

Mediacao Familiar        1 – Temos no Brasil 60 milhões de crianças e adolescentes de 0 a 17 anos.

2 – Destes 60 milhões, 20 milhões são filhos de pais separados, sendo que 16 milhões sofrem da Alienação Parental em algum grau. Apenas 4  milhões passam ilesos pelas separações litigiosas.

3 – Anterior à Lei da Guarda Compartilhada, Lei 11698, de 13.06.2008 as guardas unilaterais com as mães chegavam a 95% no Brasil, as guardas unilaterais com os pais somavam 2,5% e outros guardiões 2,5%.

4 – Em 2011, com a influência das Leis da Guarda Compartilhada Lei 11698, de 13.06.2008 e da Lei da Alienação Parental Lei Nº 12.318, de 26 de agosto de 2010 (Texto da Lei da Alienação Parental) as porcentagens mudaram significativamente no Brasil. 81% das guardas unilaterais ficam com as mães, 12% são Guardas Compartilhadas, 4,5% guardas unilaterais com pais e 2,5% com outros guardiões.  Consultor e Mediador Familiar Analdino Rodrigues  Paulino Neto  11 - 99629.8369 Tim.

LAVAGEM CEREBRAL - O que é a Síndrome da Alienação Parental – por Caetano Lagrasta, Desembargador do TJSP

Alienação Parental: Dra. Patrícia Pimentel. Entrevista de Capa da Revista Carta Forense do mês de outubro 2011.

Abuso Sexual ou Alienação Parental: o difícil diagnóstico. Dra. Patricia Pimentel de Oliveira Chambers Ramos Promotora da 1ª Vara da Infância MPRJ

Síndrome da Alienação Parental  - É a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 

A Editora Equilíbrio, engajada no movimento mundial para coibir esse comportamento, lança o primeiro livro sobre o assunto no Brasil, escrito por renomados autores, especialmente direcionado a magistrados, pais, advogados, psicólogos, psicanalistas, assistentes sociais e demais Operadores do Direito. Ganhe um CD com Debate sobre a Síndrome da Alienação Parental. TV Record: Excelente matéria sobre a Síndrome da Alienação Parental  R$ 34,90 Clique no livro para saber mais

 

Manual da MEDIAÇÃO FAMILIAR, POR SEUS FILHOS E POR VOCÊ: Veja como comprar R$ 34,90

Apresentação: Sidnei Beneti - Ministro do Superior Tribunal de Justiça

Autoras: Dra. Eliana Riberti Nazareth, Psicóloga, Psicanalista, Terapeuta de família e de casal e Mediadora. Dra. Sandra Regina Vilela, advogada especializada em Direito de Família, com formação em Mediação Familiar. Dra. Ana Célia Roland Guedes-Pinto: Assistente Social, Perita Judicial; Mediadora.

 

PERÍCIAS PSICOLÓGICAS NAS VARAS DE FAMÍLIA, Um recorte da Psicologia Jurídica

Autor: Dr. Evandro Luiz Silva Mestre em Psicologia, com formação em Psicanálise. Mediador, Perito e Assistente Técnico em processos nas Varas de Família há mais de 11 anos. Co-Autor dos livro Síndrome da Alienação Parental e Guarda Compartilhada.

R$ 34,90 Veja como comprar

 

Falsas acusações de abuso sexual É a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. Esta é a mais perniciosa forma que a Síndrome da Alienação Parental pode se apresentar e a mais grave e difícil acusação que um pai pode receber. A Falsa acusação de abuso sexual é muito difícil de ser desvendada e pode demorar tanto tempo que mesmo se comprovando que a mesma é falsa, a relação do genitor com o filho já estará demasiadamente comprometida pela perda dos vínculos, principalmente o afeto e a confiança. Veja a Autora em entrevista na TV - O Globo: Crescem Falsas denúncias de abuso sexual de menores  R$ 34,90 - Clique no livro para saber mais.

Veja o que pode acontecer quando os filhos se tornam vítimas da separação dos pais: O fato do pai ou da mãe não conseguir aceitar a separação, pode desencadear um processo de vingança, que vai gerar a destruição dos laços afetivos. Os psicológos chamam esse comportamento de síndrome de alienação parental, na qual um dos genitores passa a usar a criança como instrumento da agressividade.  
Tribunal de Justiça do RS adota 2 livros da APASE em concurso para Psicólogos: Guarda Compartilhada e Síndrome da Alienação Parental. Veja Edital: http://www.fundatec.com.br/home/portal/concursos/editais/edital-99.pdf

Jornal da Band, 03/04/2009: Síndrome da Alienação Parental

Veja matéria na Revista IstoÉ sobre a Síndrome da Alienação Parental.

Alienação Parental: Dra. Alexandra Ullmann, Artigo na Revista Visão Jurídica

 

Seminário sobre Alienação Parental promovido pelo Tribunal de Justiça de Roraima, com o apoio e presença da APASE, IBDFAM-RR e SC, CRP-RR e as Faculdades Cathedral-RR, realizado no Auditório da Faculdade com público de 600 pessoas. Estiveram presentes operadores do direito, acadêmicos, pais, etc.
Palestrantes: Analdino Rodrigues Paulino - APASE, Doutoranda Beatrice Marinho Paulo do MP do Rio e Dr. Douglas Philips Freitas, Presidente do IBDFAM-SC.
Entrevista com o Presidente do Tribunal de Justiça de Roraima, Desembargador Almiro José Mello Padilha, mostrando que as informações sobre a Alienação Parental estão chegando claramente aos locais mais distantes do país.

O Desembargador Caetano Lagrasta Neto, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, um dos primeiros incentivadores e apoiadores das Leis da Guarda Compartilhada e da Alienação Parental, defende enfáticamente e com especial clareza a aplicação da Lei da Alienação Parental, em defesa das nossas crianças vítimas desta prática doentia e devastadora, onde todos são perdedores, principalmente nossas crianças. A APASE agradece o apoio e o empenho do nobre Desembargador que mais uma vez participou de palestra organizada pela APASE, desta vez em Rondonópolis, interior do Mato Grosso e divide com toda a sociedade, principalmente com as nossas 20 milhões de crianças filhas de pais separados e a mídia, que nos apoiou durante toda esta trajetória, esta marcante vitória que mudará para sempre e para melhor a família brasileira. Câmera: Analdino Rodrigues Paulino.

 

 

Palestra Cine-Debate na cidade de Rondonópolis - MT dia 09/09/2010 com o Desembargador do TJSP Dr. Caetano Lagrasta Neto. "A alienância do juiz pode fazer com que a alienação progrida de uma forma que nunca mais conseguirá segurar ou trazer essa criança de novo a uma vida sadia" "A lei não poderia tratar do aspecto penal, mas ao mesmo tempo não impede, por exemplo, que o juiz cumprindo só o principio constitucional, independente da lei, possa prender o alienador por ser um torturador. Na minha opinião, o alienador tortura não só o alienado -- pode ser o outro cônjuge -- como a criança. Tortura é crime!" "A lei veio colocar o alienador no lugar dele, que espero que, para alguns casos, seja na cadeia" "Hoje, com a lei da alienação, o direito de família é uma palavra só: afeto. Essa lei vem proteger o afeto dos pais em relação aos filhos" "Diversos processos em minha carreira passaram em minhas mãos e não sabíamos titulá-los, mas eram verdadeiros casos de alienação parental -- só não tinha esse título", "Você não pode afastar uma criança do pai ou da mãe por mera acusação, por mero boletim de ocorrência. E é o que tem ocorrido..." Câmera: Analdino Rodrigues Paulino.

 O Senador Paulo Paim,  Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação do Senado e Relator do Projeto de Lei da Alienação Parental, que foi aprovado por unanimidade, faz pronunciamento na Tribuna do Senado e cita longo trecho do texto que lhe foi entregue por Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da  APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Guarda Compartilhada e falsas acusações de abuso sexual, atendendo qualquer cidade do país.  Estimulando os operadores do Direito para promoverem o melhor interesse das crianças e adolescentes,

 

O Presidente da APASE Analdino Rodrigues Paulino, sua filhinha Amanda, com 12 anos, o Senador Paulo Paim, Relator da Lei da Alienação Parental e Alaúde Soares Júnior, Representante da APASE em Brasília, durante trabalho desenvolvido para a aprovação da  Lei 12.318/2010 - Lei  da Alienação Parental. Com o Relator Senador Pedro Simon à direita. Foram 45 dias de esforço concentrado em Brasília até a aprovação da Lei.

 

Lei da Alienação Parental - Juiza Dra, Eulice Jaqueline da Costa Silva Cherulli, Juiza da 2ª Vara de Família de Rondonópolis - MT e ardorosa defensora da Aplicação da Lei da Alienação Parental. 
Sim, nós podemos! A sociedade unida pode construir o seu futuro. Nossos filhos merecem uma sociedade mais justa e digna e cabe a nós deixar este legado. A sanção da Lei da Alienação Parental, hoje, 26 de agosto de 2010, é o maior marco na história da luta pela Igualdade Parental no Brasil. A APASE - Associação de Pais e Mães Separados, a primeira entidade, criada há 13 anos, para lutar pelas famílias brasileiras, é a Autora do Ante-projeto da Lei da Alienação Parental, assim como da Lei da Guarda Compartilhada. A Filmagem da Juíza foi realizada no Fórum de Rondonópolis, em seu Gabinete. Câmera: Analdino Rodrigues Paulino.

 

O Presidente da APASE Analdino Rodrigues Paulino, sua filhinha Amanda, com 12 anos, o Deputado Régis de Oliveira, Autor do Projeto de Lei da Alienação Parental, durante trabalho desenvolvido para a aprovação da Lei 12.318/2010 - Lei  da Alienação Parental. Foram 45 dias de esforço concentrado em Brasília até a aprovação da Lei.

 Deputado Federal Régis de Oliveira e ex-Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e Autor do Projeto de Lei da Alienação Parental, que foi aprovado por unanimidade faz um apelo aos Operadores do Direito (Desembargadores, Juízes, Promotores, Advogados, Psicólogos e Assistentes Sociais) e aos pais, para que aproveitem a oportunidade que lhes é dada pela Lei da Guarda Compartilhada e da Alienação Parental para promoverem o melhor interesse das nossas crianças e adolescentes, lembrando que a Lei da Guarda compartilhada foi criada para casais em conflito e não para os que já têm consenso. Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da www.apase.org.br APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada, atendendo qualquer cidade do país.     Câmera: Amanda M. Rodrigues Paulino

   

 Bom dia Brasil de 8/7/2010 sobre a aprovação da Lei da Alienação Parental com a presença do Presidente Nacional da APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental,  falsas acusações de abuso sexual, e Guarda Compartilhada Analdino Rodrigues Paulino, atendendo qualquer cidade do país, sua filhinha Amanda,, Alaúde Soares Júnior e Érico Gundim de Morais. Analdino permaneceu um mês e meio em Brasília para acompanhar o andamento da Lei, para que a mesma fosse aprovada no último esforço concentrado no Congresso Nacional antes da corrida eleitoral, para sua votação não ficar adiada para a próxima legislatura.

Lei da Alienação Parental - Juiz Dr Alberto R G Santos, Juiz da 6ª Vara de Família de Salvador, Coordenador das 14 Varas de Família da Capital Baiana - Presidente do IBDFAM-BA e ardoroso defensor da Aplicação da Lei da Alienação Parental. 
Sim, nós podemos! A sociedade unida pode construir o seu futuro. Nossos filhos merecem uma sociedade mais justa e digna e cabe a nós deixar este legado. A sanção da Lei da Alienação Parental, hoje, 26 de agosto de 2010, é o maior marco na história da luta pela Igualdade Parental no Brasil. A APASE - Associação de Pais e Mães Separados, a primeira entidade, criada há 13 anos, para lutar pelas famílias brasileiras, é a Autora do Ante-projeto da Lei da Alienação Parental, assim como da Lei da Guarda Compartilhada. Filmagem feita em frente ao Fórum Rui Barbosa, em Salvador, Um dos Marcos Simbólicos da Justiça Brasileira, onde se encontra o Mausoléu de Rui Barbosa, Patrono do Direito Brasileiro. Câmera: Analdino Rodrigues Paulino.

 

No capítulo 116 da novela "Escrito nas estrelas", a Alienação Parental, tema levantado pela APASE no Brasil, chega ao extremo da manipulação psicológica. O pai anuncia para a mãe que a estratégia sórdida já está identificada. Mais: ameaça inverter a guarda dos filhos. A mãe demonstra não ter equilíbrio para criar os filhos.                  Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Guarda Compartilhada e falsas acusações de abuso sexual, atendendo qualquer cidade do país.

 
 

Novela da TV Globo discute a

Síndrome da Alienação Parental

No Blog da Patrícia Kogut:
http://oglobo.globo.com/cultura/kogut/

Elizabeth Jhin aborda a Síndrome da Alienação Parental (SAP) em “Escrito nas estrelas”. Por não aceitar a separação, Judite (Carolina Kasting) jogará cada vez mais os filhos contra o pai. “Já existe um projeto de lei aprovado no Congresso que visa proteger as crianças desse tipo de violência”, diz a autora.

Mais uma cena"clássica". A ex-mulher rancorosa coloca o filho contra a atual namorada do pai

 
      Síndrome da Alienação Parental - Novela da TV Globo Escrito nas Estrelas, que vai ao ar às 18 horas, vem apresentando o caso típico de alienação parental: casal se separa e a ex-mulher resolve infernizar a vida do ex-marido usando os filhos como arma.
Na cena, o ex-marido (Guilherme) comenta com sua atual namorada uma situação que muitos de nós já vivenciamos na pele: o impedimento de contato

    SERÁ QUE SIM (Alienação parental) Legendado - APASE - RAP feito pelo rapper de Salvador BA , Marcio Oliveira sobre o tema da ALienação Parental que ele sofreu. Ver blog marciosantostv.blogspot.com

Síndrome da Alienação Parental

Profissão Repórter mostra como a guerra entre pais pode afetar os filhos

No programa da TV Globo Profissão Repórter do dia 22/06/2010, dividido em 3 partes, o tema foi a separação dos pais e seus filhos provocadas pelos atritos do casal no fim do relacionamento. A Juíza Maria Luiza Povoa, da 2ª Vara de Família de Goiânia e Presidente do IBDFAM-GO Instituto Brasileiro do Direito de Família, secção Goiás (loira de cabelos curtos) uma das mais importantes do país, permite a gravação de uma audiência. 
O ator Jonas Golfeto, afastado da filha Dora, de oito anos, há mais de quatro anos, dá o seu comovente depoimento. Teve a filha sequestrada pela mãe numa visita. A Justiça e a polícia não conseguem solucionar o caso, mesmo com o MP já tendo pedido a prisão da sequestradora.
O fundamental nesta matéria, será as reflexões da nossa justiça acerca da Lei da Guarda Compartilhada e da Lei da Alienação Parental, além da importância da efetiva participação de ambos os pais na criação e educação dos filhos, há muito preceituada em nossa legislação, embora na maioria das vezes os pais não-guardiões sejam transformados em meros visitantes.

 

 

 

 
 

Jornal da Globo de 8/7/2010 sobre a aprovação da Lei da Alienação Parental. Estiveram presentes em Brasília e no Plenário do Senado fazendo lobi o Presidente Nacional da APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada Analdino Rodrigues Paulino, atendendo qualquer cidade do país, sua filhinha Amanda, Alaúde Soares Júnior e Érico Gundim de Morais. Analdino permaneceu um mês e meio em Brasília para acompanhar o andamento da Lei, para que a mesma fosse aprovada no último esforço concentrado para aprovação de leis no Congresso Nacional antes da corrida eleitoral, para sua votação não ficar adiada para a próxima legislatura.

     Em viagem a Ceres - GO, para ir à casa da minha mãe, gravei com meu irmão Marcos, que foi criado sem a presença paterna. A história é comovente como a maioria das histórias dos filhos de pais separados. Marcos superou as dificuldades da Alienação Parental, casou-se, tem três filhos e é um pequeno empresáro, com revenda de automóveis. Seu exemplo é de muita luta int erior e muita dignidade em busca do elo perdido e do crescimento profissional e como ser humano.
Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da www.apase.org.br APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada, atendendo qualquer cidade do país.

    Viajando a Ceres - GO, para ir à casa da minha mãe, gravei dentro do ônibus, daí a qualidade das imagens, com a jovem senhora Aline Freire, casada, mãe de uma criança, que foi criada sem a presença paterna. A história é comovente como a maioria das histórias dos filhos de pais separados. Aline superou as dificuldades da Alienação Parental, Seu exemplo é de muita luta interior e muita dignidade em busca do elo perdido e do crescimento profissional e como ser humano.
Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da www.apase.org.br APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada, atendendo qualquer cidade do país.

 

        Senador Paulo Paim  Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Legislação do Senado e Relator do Projeto de Lei da Alienação Parental, que foi aprovado por unanimidade faz um apelo aos Operadores do Direito (Desembargadores, Juízes, Promotores, Advogados, Psicólogos e Assistentes Sociais) e aos pais, para que aproveitem a oportunidade que lhes é dada pela Lei da Guarda Compartilhada e da Alienação Parental para promoverem o melhor interesse das nossas crianças e adolescentes, lembrando que a Lei da Guarda compartilhada foi criada para casais em conflito e não para os que já têm consenso. Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da www.apase.org.br APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada, atendendo qualquer cidade do país. Câmera: Amanda Marciano Rodrigues Paulino

Juíza Maria Aglaé T Vilardo, da 15ª Vara de Família do Rio, mais preparada e contemporânea dos juízes de família do país, determinafa a Guarda Compartilhada mesmo antes  Lei, pois o Código Civil, o ECA e a Constituição, já previam a igualdade de direitos e obrigações entre os pais, e o direito da criança à convivência com os pais. cada vez mais juízes atualizados estão aplicando a Guarda Compartilhada, que além de outras vantagens inibe a prática da Alienação Parental. Analdino Rodrigues Paulino, Presidente Nacional da www.apase.org.br  APASE - Associação de Pais e Mães Separados, Mediador, Conferencista e Consultor sobre Alienação Parental, Falsas acusações de abuso sexual e Guarda Compartilhada, atendendo qualquer cidade do país.

 

 

Andreia Calçada é especialista em Falsas acusações de abuso sexualÉ a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do não guardião, É uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. Esta é a mais perniciosa forma que a Síndrome da Alienação Parental pode se apresentar e a mais grave e difícil acusação que um pai pode receber. A Falsa acusação de abuso sexual é muito difícil de ser desvendada e pode demorar tanto tempo que mesmo se comprovando que a mesma é falsa, a relação estará demasiadamente comprometida pela perda dos vínculos, principalmente o afeto e a confiança. Veja entrevista na TV -O Globo: Crescem Falsas denúncias de abuso sexual.

Andreia Calçada é especialista em Falsas acusações de abuso sexualÉ a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do não guardião, É uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. Esta é a mais perniciosa forma que a Síndrome da Alienação Parental pode se apresentar e a mais grave e difícil acusação que um pai pode receber. A Falsa acusação de abuso sexual é muito difícil de ser desvendada e pode demorar tanto tempo que mesmo se comprovando que a mesma é falsa, a relação estará demasiadamente comprometida pela perda dos vínculos, principalmente o afeto e a confiança. Veja entrevista na TV -O Globo: Crescem Falsas denúncias de abuso sexual.  
 

A Alienação Parental é a manipulação mais comumente do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 
A Morte Inventada, Documentário sobre a Alienação Parental - Direção Alan Minas - revela, de maneira forte e emocionante, o drama de pais e filhos que tiveram seus elos rompidos por uma separação conjugal mal conduzida, vítimas da Alienação Parental. Participação de Alan Minas. Documentário pode ser adquirido no site www.apase.org.br

A Alienação Parental é a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 
A Morte Inventada, Documentário sobre a Alienação Parental - Direção Alan Minas - revela, de maneira forte e emocionante, o drama de pais e filhos que tiveram seus elos rompidos por uma separação conjugal mal conduzida, vítimas da Alienação Parental.
Documentário pode ser adquirido no site www.apase.org.br

 
  Momento da novela Passione em que o personagem Gerson recebe a filha que ele desconhecia a existência. www.apase.org.br

Vídeo com a participação das Advogadas Alexandra Ullmann (Rio) e Sandra Vilela (SP) mostrando os livros da APASE, o Deputado Federal Régis de Oliveira, Autor do Projeto de Lei. Neste caso insólito, um pai não-guardião é o alienador. A APASE, engajada no movimento mundial para coibir esse comportamento, lança o primeiro livro sobre o assunto no Brasil em parceria com a Editora Equilíbrio, escrito por renomados autores especialistas, direcionado a magistrados, pais, advogados, psicólogos, psicanalistas, assistentes sociais e demais Operadores do Direito. Ganhe um CD com Debate sobre a Síndrome da Alienação Parental com a participação de diversos autores.pode ser adquirido no site www.apase.org.br

 
 

Na ultima reunião da CEPAL - Comissão Econômica para a América Latina e Caribe, as participantes debateram a questão da "dupla jornada" embora os dados da pesquisa demonstraram que os homens também fazem dupla jornada (embora 4 horas a menos que as mulheres, em media)
No debate a pesquisadora da CEPAL propôs que os Estados dêem mais incentivos aos homens-pais para que tenham maior tempo de convivência com os filhos e com a casa, ao contrário das feministas dos governos. Detaalhe importante 95% das participantes eram mulheres....

A Alienação Parental é uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo em que fere as vítimas: genitores e crianças, fere os algozes: os operadores do Direito e aplicadores da Justiça, que passam para si próprios atestado de desatualizados, ingênuos e/ou incompetentes.
O mais comum é a existência de certo preconceito contra a figura masculina em significativo número das varas de família de todo o país, tanto que o número de "Crianças Órfãs de Pais Vivos" no Brasil é proporcionalmente o maior do mundo. www.apase.org.br

 
 

Primeira parte do programa Diálogos, da TV PUC-Campinas, feito pelo Laboratório de TV do curso de jornalismo da Universidade, com entrevistas com a psicóloga Roberta Mendes, um pai e a advogada Fernanda Gonzalez.

Alienação Parental é a manipulação do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 
A Editora Equilíbrio, engajada no movimento mundial para coibir esse comportamento, lança o primeiro livro sobre o assunto no Brasil, escrito por renomados autores, especialmente direcionado a magistrados, pais, advogados, psicólogos, psicanalistas, assistentes sociais e demais Operadores do Direito.

 
 

A Alienação Parental é a manipulação mais comumente do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 
A Morte Inventada, Documentário sobre a Alienação Parental - Direção Alan Minas - revela, de maneira forte e emocionante, o drama de pais e filhos que tiveram seus elos rompidos por uma separação conjugal mal conduzida, vítimas da Alienação Parental.
Documentário pode ser adquirido no site www.apase.org.br

A Alienação Parental é a manipulação mais comumente do genitor guardião para afastar os filhos do genitor não guardião, é uma tirania inconcebível e inaceitável com inocentes crianças. 
A Morte Inventada, Documentário sobre a Alienação Parental - Direção Alan Minas - revela, de maneira forte e emocionante, o drama de pais e filhos que tiveram seus elos rompidos por uma separação conjugal mal conduzida, vítimas da Alienação Parental.
Documentário pode ser adquirido no site www.apase.org.br

 

 

A Alienação Parental é uma faca de dois gumes. Ao mesmo tempo em que fere as vítimas: genitores e crianças, fere os algozes: os operadores do Direito e aplicadores da Justiça, que passam para si próprios atestado de desatualizados, ingênuos e/ou incompetentes.
O mais comum é a existência de certo preconceito contra a figura masculina em significativo número das varas de família de todo o país, tanto que o número de "Crianças Órfãs de Pais Vivos" no Brasil é proporcionalmente o maior do mundo.

A Falsa acusação de abuso sexual é a mais perniciosa de todas as formas que a Síndrome da Alienação Parental pode se apresentar e a mais grave e difícil acusação que um genitor pode receber, pois é muito difícil de ser desvendada e pode demorar tanto tempo que mesmo se comprovando que a mesma é falsa, a relação do genitor com o filho já estará demasiadamente comprometida pela perda dos vínculos, principalmente da confiança.
O que precisa ficar claro é que casos onde falsas acusações são barradas no nascedouro, por iniciativa do judiciário, são exceções pouco encontradas, pois exige um conhecimento prévio da Alienação Parental pelos operadores do direito e uma completa isenção ao tratar o problema. 
Analdino Rodrigues Paulino - Presidente Nacional da ONG APASE. www.apase.org.br

 
 

Segunda parte do programa Diálogos da TV PUCCAMP feito pelo Laboratório de TV do curso de jornalismo da PUC Campinas com entrevistas com a psicologa Roberta Mendes, um pai e a advogada Fernanda Gonzalez.

Bruna Surfistinha chora e pede perdão aos pais. A mais famosa garota de programa do Brasil, que acumulou fortuna aparecendo na Internet, contando sua trajetória em livros e em um filme estrelado por Débora Secco, perde o amor dos pais - Programa Ana Hickmann.

 
  Alienação Parental

Na Suíça uma juiza foi assassinada em publico por um pai incorformado por ter perdido a guarda de seus filhos. APASE, Analdino

89 Filmes sobre Síndrome da Alienação Parental e Guarda Compartilhada

89 Excelentes matérias da mídia estrangeira e brasileira sobre os efeitos da Síndrome da Alienação Parental e a Guarda Compartilhada, nas TVs dos Estados Unidos, Espanha, Chile, Argentina e Brasil.

Estas matérias comprovam que a SAP já se tornou mundialmente avassaladora. O poder judiciário brasileiro necessita tomar rápidas e enérgicas providências, para evitar que este grande mal se consolide nas nossas Varas de Família, com enormes danos para as inocentes crianças. Mostram também que a Lei da Guarda Compartilhada é ansiosamente aguardada.

Veja aqui os 89 filmes veiculados nos canais de TVs.

 

Veja algumas das nossas palestras:

 1)  Palestras sobre Alienação Parental, Violência Infantil, Violência Doméstica, Guarda Compartilhada, Falsas acusações de abuso sexual, Incesto, etc. Agende para sua cidade, faculdade, etc.,,                                                                            2)   Palestra sobre Mediação,                                                                                     Página Inicial: www.apase.org.br

Participe das Redes Sociais APASE: