DECÁLOGO DOS FILHOS QUE NÃO VIVEM COM OS PAIS

Download

1.    Teus filhos necessitam de ti, não
 importa quão pobre e humilhado te encontres, ninguém pode dar-lhe o que tu podes, para ele és único e insubstituível.

2.     Não te permitas dormir pensando que talvez o verás amanhã. Ele te necessita hoje.

3.     A necessidade que te faz querer estar com ele é primeiro tua necessidade de dar-lhe amor, mas ele também necessita dar o amor que tem para ti.

4.     Teus filhos não são teus filhos por que não são objetos que podem ter dono. Em vez de lutar para apropriar-te deles, luta por sua liberdade.

5.     Um pai tem a obrigação de permitir a seus filhos que escolham respeitá-lo ou não respeitá-lo, se realmente lhes permites escolher, ao menos te respeitarão por isto. Como este é um assunto entre pai e filho, ninguém deveria interferir. Isto te dá outra obrigação: a de cuidar sua liberdade de escolher.

6.     Que o que te leve a lutar por teu filho seja teu amor por ele. Não permita que o motivo pelo que lutas seja o ódio e o rancor contra quem te impede de vê-lo.

7.     Vivemos numa época da história em que o homem que está separado é desvalorizado como pai. Se decidiste lutar para mudar as coisas em vez de deixar-te dominar pela corrente és um herói, mas o papel heróico que terás na história não será recompensa suficiente se não observares o triunfo de tua luta  individual no presente.

8.     Não te deixes convencer por quem crê que tua causa é absurda ou impossível de alcançar.

9.     O verás hoje?, então prepara-te para uma festa: não importa quão breve ou injustamente limitada sejam as circunstâncias em que o veja, abandona as penas e as iras, desfruta e aproveita os minutos que tenhas, estando se possível longe do mundo . Teu contato é mais importante que os presentes ou o parque. Deixa que te invada tua infância e te mantenha atento aos jogos que possam dar passo a  magia.

10. A única diferença entre ser mamãe e ser papai é que as mamães podem amamentar de seu seio. Os papais não o podem, mas podem oferecer a mamadeira. Todo o mais será absolutamente igual.

VOLTAR