O Estado de São Paulo - SP - Edição de 01/03/2003

Sem dinheiro para pagar pensão, pintor pede para ser preso

Sorocaba, SP - Sem dinheiro para pagar a pensão alimentícia à ex-mulher, o pintor desempregado Jonas da Silva, 31, ligou à Polícia Militar e pediu para ser preso.

Ele forneceu o endereço aos policiais e solicitou que esperassem 30 minutos para enviar a viatura, pois pretendia tomar um banho e apresentar-se devidamente vestido para a prisão. Silva não queria que a viatura esperasse na frente de sua casa, pois isto o constrangeria.

O caso ocorreu na noite da última sexta-feira, em Sorocaba, mas só hoje foi divulgado. Jonas estava devendo R$ 400 de pensão e, como não fazia o pagamento, teve sua prisão administrativa decretada pelo juiz Fausto Seabra. Os policiais da Delegacia de Defesa da Mulher estiveram à procura de Silva em sua casa, na zona norte da cidade, mas não o encontraram.

Sem dinheiro para fazer o pagamento que o livraria da prisão e com receio dos comentários dos vizinhos caso houvesse uma operação policial para sua captura, resolveu entregar-se. Ele ligou no 190 e contou sua decisão aos policiais militares.

Silva pediu apenas que os policiais fossem discretos e não ligassem a sirene da viatura nas proximidades de sua casa. Os policiais contaram que Silva apressou-se a subir na viatura e foi levado para o plantão da Delegacia Participava. Depois de autuado, foi mandado para a Cadeia Pública de Pilar do Sul, cidade da região. Ele vai cumprir 30 dias de prisão administrativa.

Hoje Silva divide uma cela com outros seis detentos, todos eles devedores de pensão alimentícia. O pintor negou-se a falar com a imprensa. Aos policiais, contou que não tem mais condições de pagar a pensão exigida pela mulher, por quem se acha explorado.

Embora seja autônomo, não consegue trabalho. Silva foi informado por um advogado de que a prisão não cancela a dívida. Cumprido o prazo da prisão, será solto mas, se continuar devendo e a ex-esposa requerer, pode ser mandado de volta para a cadeia.

José Maria Tomazela

Confira

VOLTAR